Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

peripécias de zurique

peripécias de zurique

Novidades ou talvez não


Pá... Há meses que não ponho os pés (ou as mãos...) aqui no blog, isto até já tem teias de aranha!
É verdade que o tempo não é muito e as novidades também não.
A trabalhar que nem uma doida nos últimos meses, mas agora em Agosto, com a malta toda em férias, e Ramadão, e casamentos e afins... a coisa está um pouco paradita, pelo que há tempo para umas curtas visitas ao mundo da web.
Por falar em férias, também nós tivemos direito a duas semaninhas em Portugal, e quase posso dizer que regressei pior do que fui. Para além de não ter tido tempo (nem vontade) para noitadas e jantaradas, passei mais tempo no hospital do que na praia, recebi más notícias, e nem sequer consegui abraçar todos aqueles que queria. E aqui tenho mesmo que pedir desculpa os meus queridos amigos e familiares mais chegados, que não receberam a atenção merecida (ou nenhuma), mas eu realmente não consegui conjugar nem o tempo, nem a minha disposição para nada.
Regressada ao país do tempo ruim, resta-me concentrar as energias no trabalho e esquecer cada vez que o telefone toca, o facto de que poderei ter de voltar a Portugal em breve, por razões menos agradáveis.
O lado positivo de voltar à Suiça pode ser descrito em qualquer coisa como um 'regressar à civilização', sim porque eu bem gosto e me desgrenho pelo meu país, mas é um facto que Portugal está uma selva. A frustração e infelicidade do povo está espelhada na cara de cada pessoa que encontramos na rua e já ninguém é indiferente à crise, como há uns tempos atrás. A raiva e a impotência são transparentes no condutor impaciente da fila de trânsito, na funcionária entediada do balcão dos serviços, no empregado de mesa que só está ali para sustentar a família. E em todos os outros que por lá andam, sem emprego e sem uma saída à vista. Não posso evitar ficar triste, porque Portugal há-de ser sempre o meu lugar preferido no mundo. Mas também não me posso esquecer que para poder ter uma vida, tive que vir embora.
Bem, isto hoje está a ficar mesmo deprimente, quem me manda vir para aqui escrever com esta melancolia de sexta-feira-pós-férias?
Vou ver se mais logo ponho aqui umas fotos lá de casa.
Um grande xi <3 a todos, em especial àqueles especiais :)

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Todos os conteúdos publicados neste blog estão registados na Inspecção Geral das Actividades Culturais, pelo que qualquer reprodução dos mesmos requer uma autorização prévia por parte da autora. O uso indevido ou para efeitos comerciais de textos ou imagens da autora poderá dar origem a processo judicial.