Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já vos falei da religião?

por Catarina, em 19.09.12

 

Pois é. Aqui quem é religioso paga imposto. E não é pouco. É anual e é bem pesado.
Caso não pretendam ir à missa com regularidade, casar cá pela igreja, mandar os vossos filhos à catequese e coisas que tais, ou resumidamente, caso não sejam praticantes e não queiram "doar" parte do vosso salário à igreja, é melhor não andarem por aí a dizer ao povo que são católicos, ou protestantes, ou qualquer outra das religiões oficiais do país.
Se quando se registarem na Gemeinde vos perguntarem se são religiosos e qual é a vossa religião, não estão apenas a ser curiosos - É PARA VOS FAZER PAGAR, MEUS AMIGOS. Se não estiverem interessados, mais vale dizer que são sikhs.
É que se, como eu, ingenuamente disserem que são católicos, depois já não há como fugir. Eu bem que lá fui dizer que afinal tinha reavaliado a minha fé e já não acreditava em nada, mas levei com um manguito figurativo. Ai queres deixar de pagar? Então arranja uma declaração da tua igreja que comprove que cortaste relações com eles, ou que foste excomungada, ou que eles já não gostam de ti, pronto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Fernando Afonso a 21.09.2012 às 16:05

Bem... isto foi de rir... não sei de que forma os suiços iriam encarar, mas podias dizer que eras católica não praticante. A última vez que fui à missa foi porque a minha mãe me obrigou...

Quando estiver na suiça, digo que sou católico, não praticante e que já não vou à missa à muitos anos porque ando a trabalhar muito para o país. lol

Na minha opinião pessoal, não acho correto aplicar taxa anual para aqueles que são religiosos... não faz sentido. Quem quiser casar, ter os filhos na catequese ou quem esteja com ideias de participar em festividades comemorativas segundo essa religião etc... okay, tudo bem... entende-se que deve ser aplicada um valor sobre esses serviços...

Brincando um bocado, sendo assim... é melhor fazer cuidado com aquelas pessoas que perguntam: "O Natal foi bom? Teve prendas de Natal? Ai sim? Então paga aquele imposto religioso!!! Bom é que se não pagou, não tem direito a prenda de Natal nem subsídio de Natal tão pouco." (É que o Natal é uma festividade religiosa certo? Embora que hoje se vê mais num ponto de vista mais consumista...) ou "E essa Páscoa? Beijaste a cruz? - cuidadooo" ou então chegar ao cúmulo de o padre perguntar à pessoa antes de dar a cruz a beijar se paga imposto:
-Não, não pago.
-Então não tem direito de beijar a cruz. - diz o padre.

Engraçado agora lembrar que a Guarda Suíça Pontifícia é quem está a tomar conta do estado de Vaticano...
Sem imagem de perfil

De cat a 21.09.2012 às 16:43

Ah o que eu já me ri com o teu comentário!
De facto, não vale a pena dizeres que és não-praticante. Isso cá não existe, ou és ou não és.
E mais, se declarares que não és, e te calha uma qualquer desgraça, eles até se recusam a fazer o teu funeral!
Sem imagem de perfil

De Sérgio Pinheiro a 17.01.2013 às 10:53

Não é imposto... é dizimo! :)

Comentar post



Catarina

foto do autor


Então e mais?

peripeciasdezurique@gmail.com



Parceiros






Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D