Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Encontrei emprego na Suíça, e agora?

por Catarina, em 03.09.12
Fantástico, conseguiram emprego. Mas então e agora? Abalar assim do nada com a mochila às costas e dinheiro suficiente para lá chegar não é boa ideia. É péssima!

Vir trabalhar para um país como este implica muitos detalhes que podem escapar aos estreantes nestas lides de trabalhar no estrangeiro. Apesar de localizada na Europa, a Suíça não faz parte da União Europeia, pelo que chegar aqui com o cartão de cidadão no bolso não chega para cá ficar.

First things first.

Regra básica quando se vai trabalhar para fora, seja para que país for: Não sair sem contrato de trabalho em circunstância alguma. Se a empresa for fiável e tiver verdadeiro interesse, vai enviar o contrato antes da relocalização da pessoa em causa.

Contrato na mão, o próximo passo é encontrar um sítio para ficar. Se não tiverem a sorte de a empresa que vos contratou vos fornecer alojamento (temporário ou não), têm uma verdadeira odisseia pela frente. Arranjar casa cá é extremamente difícil, principalmente para estrangeiros e especialmente na parte francesa da Suíça. E não contem em conseguir encontrar alguma antes de cá chegar e fazer algumas visitas. O ideal é começar a pesquisa o quanto antes, no homegate.ch ou no comparis.ch e fazer contactos via e-mail / telefone. Preparem-se para passar alguns dias (na melhor das hipóteses) num hotel ou em casa de alguém, porque depois de arranjada a casa ideal e considerando que a vossa candidatura foi aceite (exactamente: existe uma lista de espera e é necessário preencher uma candidatura, para cada casa/apartamento), o processo que se segue não é especialmente célere. Há o contrato para assinar, a papelada para entregar e o pagamento da caução. Normalmente 2 rendas em avanço. E aqui chegamos a outro ponto muito importante a considerar:

Quem se muda para cá tem de ter, inevitavelmente, algum dinheiro de parte para fazer face às despesas que começar uma vida aqui implica.

A caução obrigatória quando se arrenda uma casa é normalmente o mais custoso. Uma renda para um T1 decente fora da cidade ronda os 1500 CHF. Aquando da entrada na casa há que pagar 2 meses de caução + a primeira renda. Façam-lhe as contas.

Depois há as despesas relativas a activações de serviços, registo na Gemeinde (tipo junta de freguesia, muito importante, não esquecer logo que se fixarem numa localidade!), seguros de saúde e por aí em diante.

Convém não esquecer que durante o primeiro mês não haverá salário, e considerando o nível elevado dos preços em geral, sobreviver aqui não é o mesmo que em Portugal.

Para que um cidadão Europeu possa trabalhar na Suíça precisa de um Permit (ou permis en Français). Nada mais que uma licença de trabalho e residência que tem de ser obtida na Gemeinde, apresentando o contrato de trabalho, a morada e algumas fotografias (e possivelmente mais qualquer coisa que não me recordo).

Quanto à saúde, não há cá mimos e segurança social promovida pelo governo. O seguro de saúde é privado, pago por cada indivíduo e obrigatório, e mais nada. É um dos primeiros requerimentos do empregador. Nada de pânico: nos primeiros dias, em caso de emergência e enquanto o seguro não está 100% operacional, podem usar o Cartão Europeu de Seguro de Doença que devem pedir em Portugal logo que saibam que vão sair do país (é que a coisa demora!). O melhor sítio para comparar preços de seguros e entender as mais variadas ofertas e opções é novamente o comparis.ch, o melhor amigo dos estrangeiros!

O empregador pode e deve assistir os seus recém-contratados aquando de uma relocalização. Mais que não seja, fornecendo informações de como e onde procurar o quê, e disponibilizando-se como referência no processo de avaliação de candidaturas para alojamento.

Finalmente, nem tudo são más notícias! Não se preocupem se a mudança para cá implicar falência técnica e quiçá empenhamento até ao tutano. Serão capazes de saldar as dívidas contraídas para o efeito facilmente em dois ou três meses de trabalho!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Chibiusa a 15.10.2012 às 23:26

Olá... que post tão interessante! :) Mesmo a calhar, dado que ando a pensar fazer A mudança a seu tempo.. dá para ter uma ideia um pouco mais assertiva da burocracia que é viver e trabalhar na Suíça. Daqui a um mês vou lá fazer um check do sítio, do emprego.. e depois haver vamos! Obrigada pela partilha, sempre útil! :)
Sem imagem de perfil

De cat a 17.10.2012 às 10:39

Olá e obrigado!
Acho que preparar a vinda para cá atempadamente é mesmo a melhor forma de entrar na Suíça. Neste país as coisas demoram a acontecer. Arranjar emprego demora, encontrar casa demora, instalar-se demora.
Muito boa sorte e caso surja alguma duvida... let me know!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.10.2012 às 14:28

Olá,antes demais excelente blog.

Para quem infelizmente pensa emigrar é uma optima ajuda....aqui está dificil,senão impossível :/

Eu já me mentalizei que para ter um futuro melhor e dar o minimo de qualidade de vida a minha namorada e mais tarde a um filho/a Portugal não deixa que isso aconteça.

Sair de cá com trabalho já vi que é a melhor solução,a nível de casa já reparei que fora dos grandes centros o aluger fica mais barato.

Gostava de saber se nas empresas nos facultam uma formação em francês ou se é melhor tirar já essa formação cá.

É que ambos trabalhamos cá,eu estou numa empresa de produção de caixas de cartão canelado e com contrato de 1ano e a minha namorada é auxiliar dentária com contrato efectivo...mas com 1200€ os dois que vida podemos pensar ter e constituir familia cá?
Não podemos pensar em ter...então no que vem nem pensar :(

Poderias me dizer se existe mta oferta de trabalho? Tipo,restauração,hotelaria,limpezas ou até mesmp nas áreas de trabalho que cá temos.

Desde já,desculpa o testamento mas é mais um casal triste e desiludido com este país.

Cumprimentos

Daniel Cruz
Sem imagem de perfil

De cat a 09.11.2012 às 10:56

Olá Daniel,

Infelizmente a Suíça já não é o "El Dorado" de outros tempos. É verdade que os salários são, regra geral, bastante bons e o nível de vida é confortável, mas cada vez é mais difícil para os estrangeiros arranjar emprego - principalmente se não falarem a língua oficial da zona onde estão. E é por isso que aconselho vivamente a aprendizagem da língua, neste caso Francês, antes da mudança. Fica mais fácil encontrar trabalho e ainda que algumas empresas facultem formação na língua, isso não acontece em todos os sectores e não é um dado adquirido. É possível encontrar trabalho apenas falando Inglês, mas é preciso ser-se muito bom nas restantes competências.
Relativamente à quantidade de postos de trabalho disponíveis, não consigo precisar. Vivo na parte Alemã da Suíça e devo confessar que os sectores que mencionaste estão já de alguma forma sobrecarregados com estrangeiros, em especial portugueses. Mas vale sempre a pena tentar, é possivelmente a forma mais fácil de entrar no mercado de trabalho, quando não se é fluente na língua oficial.
Sem imagem de perfil

De soblushed in USA a 14.01.2013 às 05:04

wow! Eu vim p os states p estudar mas volto ainda este ano p PT... poxa, até fico a tremer so de pensar que tenho q procurar trab, provavelmente fora de PT :s
Qd vim p aqui, foi super dificil arranjar alojamento tb (contratos, documentos, coisas)...
Sem imagem de perfil

De cat a 14.01.2013 às 08:46

Olá :) Well, eu enquanto puder não volto mesmo. Não por agora, não enquanto não houver lugar para mim. Mas desejo-te sorte!

Comentar post




Então e mais?

peripeciasdezurique@gmail.com



Parceiros






Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D